Falar uma segunda língua tem se tornado cada vez mais importante para os profissionais do século 21. Vivendo em um mundo globalizado, onde o mercado é dominado por grandes empresas multinacionais, aquele que conta apenas com sua língua nativa certamente terá um crescimento profissional limitado. E mais: estudos indicam que até 2027 todas as vagas de emprego terão como pré-requisito o conhecimento em inglês, que é considerado por muitos o idioma dos negócios.

Sabendo desse fato, cada vez mais brasileiros têm procurado cursos de inglês para dominar um segundo idioma e abrir novas portas em suas profissões. E para o mercado de trabalho, não só o conhecimento da língua inglesa é necessário, como também a certificação daquilo que você sabe – e é ai que entram as provas de proficiência.

Se quiser saber quais são as principais provas de proficiência em inglês e como cada uma funciona, continue lendo esse artigo!

TOEFL

O TOEFL (Test of English As a Foreign Language) é um teste administrado pela empresa norte-americana ETS e avalia a capacidade do indivíduo de compreender e utilizar a língua inglesa num contexto acadêmico. Esse teste é utilizado principalmente no meio universitário, sendo o principal método de avaliação para universidades dos EUA e Canadá. Portanto, caso o seu objetivo seja fazer uma graduação, pós-graduação, MBA, mestrado ou doutorado no exterior, o TOEFL é uma ótima opção.

O agendamento deve ser feito online e a prova é realizada via computador em instituições credenciadas, tendo cerca de 4h30 de duração (com intervalo de 10 minutos).

Caso o resultado não tenha sido satisfatório, o exame pode ser refeito quantas vezes for necessário, mediante a um novo pagamento da taxa e respeitando o intervalo de no mínimo 12 dias entre as tentativas.

Após o processo, o resultado da avaliação é válido por 2 anos.

IELTS

O IELTS (International English Language Testing System) é a prova de proficiência em inglês mais popular do mundo e avalia aproximadamente 1,4 milhão de pessoas por ano ao redor do mundo. Por isso, traz uma grande credibilidade quando adicionado ao currículo profissional.

Assim como o TOEFL, ele avalia as 4 principais habilidades na língua inglesa: reading, writing, listening e speaking, em uma prova com duração de aproximadamente 2h30. No Brasil, o exame é aplicado pelo British Council em 17 cidades, após o agendamento online.

O IELTS, por sua vez, não tem período mínimo para repetir a prova (se desejado) e seu resultado não apresenta um prazo de validade.

CPE (Cambridge)

A Universidade de Cambridge administra diversos testes de proficiência de inglês, desde o nível básico até o mais avançado. O exame mais completo é o CPE (Certificate of Proficiency in English), que além das 4 habilidades já citadas anteriormente, também avalia o Uso do Inglês – ou seja: se você tem o domínio real sobre a língua inglesa. Por seu grau de complexidade, o CPE é voltado a profissionais fluentes na língua e que pretendem atuar na área acadêmica – como professores de inglês, professores universitários, pesquisadores, etc.

O CPE não tem prazo de validade, apesar de muitas instituições aceitarem apenas exames recentes – de até 3 anos.

Abaixo, fizemos um breve resumo sobre cada um dos testes citados e suas principais diferenças:

Provas de proficiência em inglês

Mas então, qual teste é melhor? Nenhum! Apesar de todos os testes apresentarem o mesmo propósito (certificar a proficiência em inglês do indivíduo), cada teste se encaixa melhor em alguns casos. Portanto analisar as opções uma a uma é muito importante antes de tomar a decisão!

Esperamos que esse artigo tenha te ajudado na sua escolha e, caso tenha alguma dúvida, deixe aqui nos comentários! Será um prazer te ajudar.

Até a próxima!